Pessoal

Ansiosa

agosto 11, 2017

Imagem via
Como será que eu vou me sair na prova do mestrado daqui dois meses?
Será que vou conseguir entregar meu projeto?
E se eu largar meu emprego? Mas aí eu não vou ter dinheiro.
E se eu largar mesmo assim? Será que eu sou boa o suficiente pra conseguir outro?
E se eu não conseguir? Vão pensar que eu sou incompetente.
E as metas da semana? Nossa, não consegui cumprir nenhuma, que frustrante.
Mas semana que vem vai ser diferente. E se for igual?
Vou tentar dormir. E esse aperto no peito? Será que passa?
Será que preciso tomar remédio? Não queria tomar remédio.
Por que toda essa carga em cima de mim? Porque eu dou conta.
E se eu não der mais conta?
E se eu continuar no meu emprego? Vou melhorar? Vou piorar?
E minha loja? Será que vai dar certo? E se não der, joguei dinheiro fora?
Ouvi dizer que meditar ajuda. Nossa, como meditar é difícil!
Vou tomar chá de camomila pra ver se ajuda. Teve dia que foram três xícaras.
Vou tentar dormir. Nossa, cadê o sono? Não consigo nem fechar os olhos.
Preciso ler mais. Olha o tanto de livro que eu tenho sem ler!
Mal consigo me concentrar pra ler.
E se eu só respirar? Ouvi dizer que respirar ajuda.
Mas eu não respiro o tempo todo?
Vou prestar atenção quando respiro.
Vou olhar o por do sol. Nossa, há quanto tempo não fazia isso.
Olhar pela minha própria janela.
Preciso checar as mensagens do celular. Vai que alguém me procura e eu não respondo.
Mas eu tenho que responder? E se eu não quiser?
Nossa, fiquei 2 horas sem olhar o celular, que recorde.
Descobri que isso tudo é ansiedade. E o remédio? Vou ter que tomar.
E esse aperto no peito?
Será que passa?

Viagem

Curitiba e Coolritiba

maio 22, 2017


No último final de semana eu fui para Curitiba e tive três sensações inéditas: viajar com o namorado, ir num festival e visitar a casa da amiga que já mora lá há algum tempo (que vergonha não ter ido antes rs). Chegamos na capital no sábado cedinho, lá pelas 6h, debaixo de muita neblina e muito frio. Pra nossa sorte, o sol abriu em torno das 10h e não foi mais embora! <3

A primeira parada do dia foi o MON (Museu Oscar Niemeyer), que eu ainda não conhecia. Fiquei super animada logo de início porque eu sou alok dos museus. Chegando lá fiquei mais animada ainda ao ver que estava rolando uma exposição dos Irmãos Campana. Mas, a exposição que realmente ganhou meu coração foi a Circonjecturas, de Rafael Silveira. Êta paleta de cor mais linda, com direito a sorvete gigante e unicórnios voadores.


A tarde foi hora de partir para o Coolritiba. Pra quem não ouviu falar, o Coolritiba é um festival que teve sua primeira edição esse ano, somente com atrações nacionais e com uma pegada toda consciente, responsável, alternativa, enfim, tudo de bom! Fomos a loucura com shows de Clarice Falcão, Anavitória, Karol Conka, Projota e mais um monte de gente legal. Foi incrível! <3


No domingo o sol continuou a coisa mais linda e aproveitamos para ir na Feira do Largo da Ordem, que eu também não conhecia, e terminar o dia no parque Barigui contemplando um milhão de cachorros que quase me mataram numa overdose de fofura.


Foi um final de semana muito gostoso que eu já estou querendo de volta. Aguardando ansiosamente a próxima viagem! :D

Series

Santa Clarita Diet

fevereiro 05, 2017


Lotada de um sarcasmo sensacional, Santa Clarita Diet é a nova série da Netflix que você precisa assistir. Sério. Vai por mim. Sério. Juro.

Sheila e Joel são um típico casal americano, corretores de imóvel, que levam uma vidinha perfeita numa cidade pequena, até que Sheila vira uma morta-viva. Sim, ao maior estilo ~comedor de cérebro~ Sheila vira uma zumbi que precisa se alimentar exclusivamente de carne humana.


Aí você pensa. Zumbi e comédia, juntos? Sério mesmo? Sério, meu amigo, e ficou (com perdão da palavra) foda. Com piadas irônicas e sarcásticas envolvendo muito sangue, assassinato e problemas típicos de família, o roteiro é muito bem escrito e você simplesmente não consegue parar de assistir.

Além de um roteiro incrível, a atuação é de cair o queixo. Drew Barrymore e Timothy Olyphant possuem uma química ótima juntos e enchem os olhos com uma interpretação sensacional.



Como se comer carne humana não fosse problema o suficiente, Sheila e Joel ainda precisam lidar com os conflitos da filha adolescente Abby, que não vê mais sentido em atividades comuns, como ir a escola, desde que sua mãe virou uma morta-viva. Com isso, ela carrega conflitos paralelos aos principais que também são muito divertidos.

É graças a Abby que Sheila e Joel conhecem Eric, um geek da escola da filha, super ligado em eventos paranormais e todas as nerdices existentes. Ele se torna então o "especialista" em zumbis e auxilia Joel na busca de uma cura.









Se você está procurando uma série leve, com episódios curtinhos para distrair a cabeça e dar boas risadas, Santa Clarita Diet é uma opção perfeita. Dê uma chance para essa história louca e divirta-se!






MAIS LIDOS